COMO OS CONSULTÓRIOS AUXILIAM OS ASSOCIADOS - PARTE 1

A disponibilidade em atender nos consultórios do SindiNutriSP, facilita muito o atendimento clínico de nossos nutricionistas associados. Não possuindo nenhuma taxa adicional de utilização além do que já é pago ao se associar no Sindicato, os consultórios possuem uma estrutura completa de equipamentos e materiais, tudo pensado para melhor atender a nossa categoria.

Para mostrar como funciona esse benefício, entrevistamos quatro associados que utilizam os consultórios do Sindicato, procurando saber um pouco mais sobre o quanto esse benefício auxiliou na carreira deles, os aspectos positivos, os desafios da carreira, e é claro, se indicariam o benefício para algum outro(a) nutricionista. Confira logo abaixo, a primeira parte de uma série de duas matérias:


Dra. Celina Pelin, que atende nas especialidades Nutrição, Clínica Funcional e Dieta Vegetariana/Vegana - Associada desde 2010

Sindicato: Sendo associada ao Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo há muito tempo, qual é a sua avaliação sobre os nossos consultórios? Quais os pontos positivos que faz com que você opte em atender seus pacientes em nossos consultórios?

Celina: - Os pontos positivos: faz com que poupemos grande parte da verba que seria destinada a aluguel, condomínio, luz, recepcionista, internet para mantermos um consultório, sem contar que não temos fluxo de pacientes intenso no início da carreira; tem toda a infraestrutura de ótima qualidade para atendermos os pacientes.

Sindicato: Se fosse para indicar para algum nutricionista, você indicaria os nossos consultórios para utilização?

Celina: Sim, sem dúvida alguma. Em todos os locais que frequento onde tem grupo de nutricionistas, principalmente recém-formadas, eu sempre divulgo esta opção.

Sindicato: Quais as especializações que você atende no nosso consultório?
Celina: Nutrição, Clínica Funcional e dieta vegetariana/vegana.




Dra. Isabella Pereira, atende na área Clínica e Esportiva - Associada desde 2017

Sindicato: Próximo ao término de sua graduação em Nutrição, você já tinha em mente trabalhar com atendimento em consultório? Já pensou em trabalhar em outras áreas?

Isabella: Já, porque não era meu foco principal, mas já imaginei que iria seguir atendendo, enquanto estudava para fazer residência. Então eu já estava planejando atender e trabalhar por conta, para não ter que me vincular a nenhuma empresa ou assinar carteira, ficar presa na rotina de trabalhadora assalariada. Queria fazer meus próprios horários, atender conforme fosse a demanda, e estudar para a residência. Eu gosto muito de nutrição esportiva, e quero trabalhar em clube grande, não importa o esporte, mas eu quero trabalhar com esporte. Então estou indo aos poucos. Preciso de experiência, porque aqui no Brasil, principalmente em São Paulo, esses clubes só empregam quando você já tem contato e tudo mais. Então eu tenho que estar com o currículo bom. Aí por exemplo, dois anos atendendo aqui, e agora fazendo a residência em Cardio, já dá para dar um “up”.

Sindicato: Como você ficou sabendo dos consultórios oferecidos pelo Sindicato? Pode-se dizer que a utilização deles foi um fator determinante para a sua associação ao SINDINUTRISP? Teve mais algum outro fator que auxiliou nessa decisão, além do consultório?

Isabella: Foi pelo “Acolhida ao Nutricionista”, pela palestra que vocês dão todo ano. Eu não tinha contato e nunca tinha ouvido falar do Sindicato durante a graduação, mas depois que eu estava me formando, acredito que foi o CRN que falou do Sindicato, ou eu participei de alguma palestra no CRN, que foi alguém do Sindicato, aí eles falaram dessa Acolhida ao Nutricionista Recém-Formado e explicaram tudo direitinho, então eu me inscrevi (me associei). Os consultórios e os cursos foram determinantes para eu me associar: um porque a diferença de preço de sócio e não-sócio nos cursos é muito grande. Aqui, todo ano tem uns cursos muitos bons, e eu estava de olho nos cursos. Quando eu comecei a atender no consultório e vi a diferença de preço, aí eu falei “Nossa, preciso me associar”, principalmente no primeiro ano de formado que associado não paga. Então eu economizei muito. No momento vou ter que parar de atender, mas continuarei associada pelas outras coisas.

Sindicato: Quais pontos positivos que fez com que você optasse em atender seus pacientes em nossos consultórios?

Isabella: O ponto positivo é porque fica bem no Centro, e dá para atender as pessoas de todos os cantos de São Paulo. Então é muito bom, porque aumenta a gama de clientes. As salas são muito bem equipadas. Não tenho o que reclamar de computador, de móveis, do ar condicionado, do adipômetro de ponta, a balança está sempre calibrada, o pessoal é muito legal, e a agenda é super flexível.

Sindicato: Como está sendo (ou foi) a sua experiência com atendimentos clínicos e como o SindiNutri SP contribuiu para essa experiência?

Isabella: Está sendo boa, apesar de não ter sido meu principal objetivo depois que eu me formei, porque eu queria passar na residência rápido, e acabei ficando dois anos. Contribuiu muito para amadurecer, melhorar nos atendimentos e aprimorar conhecimentos. Financeiramente, compensa muito, e a clínica é a base da Nutrição. Então no atendimento clínico, você aprende demais. E eu aprendi na marra!

Sindicato: Como você faz a sua divulgação, em relação aos atendimentos feitos no consultório do Sindicato?

Isabella: Então, quando eu digo que a gente aprende na marra, é porque faz tudo sozinho. Eu comecei fazendo uma página no Facebook, atendendo amigos, família e tudo mais, depois foi praticamente indicação. Eu nunca tive página no Instagran, e eu acho que é o que mais chama atenção, e eu sou meio preguiçosa de publicar certinho, bonitinho, pesquisar para fazer aquele post bem conteudista. E na área esportiva, por exemplo, eu já atendia um time inteiro de rugby. Aí você acaba atendendo muita gente de uma vez.

Sindicato: Se fosse para indicar para algum nutricionista, você indicaria os nossos consultórios para utilização?

Isabella: Eu sempre indico. Inclusive, já tem duas turmas que se formaram na UNIFESP, e aí eu mando e-mail para turma, para falar dos cursos e também dos consultórios, para eles começarem a procurar também, porque faz muita diferença. Eu realmente não sei porque as pessoas não atendem aqui. Quando eu comecei, só tinha um consultório, o outro estava arrumando, aí eu pensei “Mas nunca vai ter horário”, e sempre tem horário, a sala tá vaga, e não é barato alugar sala aí fora. De sábado, eu atendo lá na Augusta, e lá eles alugam espaços para as pessoas atenderam por hora, e não é barato. Então eu não entendo porque as pessoas não veem para cá, porque compensa muito mais se associar do que pagar sala.




       
NUTRI NOTICIAS Nº 86
Edições Anteriores
NUTRI NOTICIAS Nº 85
NUTRI NOTICIAS Nº 84
NUTRI NOTICIAS Nº 83
NUTRI NOTICIAS Nº 82
ecoleo CVC
  INSTITUCIONAL JURIDICO CONTRIBUIÇÕES CURSOS BENEFÍCIOS +  
  Quem Somos Atendimento Associativas SindiNutri-SP Convênios LINKS  
  Palavras do Presidente Piso Salarial Sindical Parceiros Hotéis / pousadas CONTATO  
  Diretoria Atual Tabela de Honorários Confederativa Pós-Graduação      
  Colaboradores Convenções/Disssídios Assistencial        
  Estatuto Homologações Dúvidas Frequentes        
  Conheça o SindiNutri-SP            
  Sede São Paulo

Rua 24 de Maio, 104 - 8 andar - Centro - 01041-000
Fones: (11) 3337.5263 / 3338.2539
E-mail: sinesp@sindinutrisp.org.br
Horário de atendimento: 9hs às 17hs00 de 2ª à 6ª
 
2014 - Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo
Desenvolvido por IZ3